Vamos explicar? por que o Flamengo é tão popular e espetacular assim?

Foto: Adidas

Só se fala no Flamengo, e uma das questões mais nebulosas é: por quais razões o Flamengo se tornou o clube mais popular do Brasil? Fora isso, também tem a torcida mais espetacular.

O que é ser Flamengo? Isso é impossível responder. Porque não há palavras. A alegria de ser rubro-negro independe de conquistas.

Vamos ao início. Nada mais errado que dizer que o Flamengo se tornou popular a partir de 1980-81, do Zico etc.

Já nos anos 1970 a revista “Placar” fez uma enquete: qual é o “Clube Mais Querido do Brasil?”. Deu Flamengo, claro.

Daí, vamos voltando no tempo. Anos 1960? Anos 1950? Anos 1940? Anos 1930? Aí, sim. Foi a partir da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, que alcançava o Brasil inteiro. Logo, os jogos do Rio passaram a ser transmitidos, e os times da cidade tinha torcidas por todo o país – coisa que os paulistas só foram conseguir a partir do momento em que os jogos passaram a ser transmitidos em rede nacional pela TV. Isso tornou o time popular no país inteiro. Foram as ondas do rádio que tornaram o Flamengo uma paixão nacional. Mas no Rio já era há algumas décadas.

Porque já naquela altura o Flamengo já era de longe o clube mais popular do Rio.

Antes de chegarmos a 1912, ano de criação do departamento de futebol do clube, vamos ao seu nascimento, como uma agremiação dedicada às regatas: 1895. Brasil era república há apenas seis anos, e ainda havia em parte da população, uma imensa antipatia em relação a Portugal, e um sentimento de nacionalismo.

O Flamengo nasce sem sede e seus treinos já tinham torcida a acompanhar, imagine as regatas, que aconteciam na Baía de Guanabara. Mas a grande questão foi a seguinte: em 1898 é fundado o Vasco da Gama, nossa grande e maior rival (não, tricolores, não é o Fluminense, e nunca foi). Pronto: o antagonismo Brasil-Portugal, tão latente àquela altura, chegou ao remo. Ser rival do Vasco e de Portugal tornou o Flamengo um clube ainda muito mais popular, até porque pobre e sem recursos, mas com muita gente. Muitos torcedores, já apaixonados em derrotar os seus colonizadores.

Assim nasceu a popularidade do Flamengo.

À certa altura, insatisfeitos com o elitismo do Fluminse, alguns jogadores deixaram o clube porque queriam o Flamengo, amavam o Flamengo. E foram ao seu clube de coração fundar o departamento de futebol.

E foi a partir daí que o futebol ganhou popularidade no Brasil. O Flamengo foi o clube que mais alavancou este processo. Não por acaso o primeiro sul-americano de seleções acontece em 1919.

O Flamengo era rival do Vasco por representar Portugal e o empresariado bem rico que criou o clube. E do Botafogo e do Fluminense, que eram os clubes da elites.  O Flamengo, já em 1912, era o time do povo. Entendam isso.

Temos orgulho de ser urubu, e fomos os primeiros torcedores a incorporar um apelido que deveria ser pejorativo. Pejorativo e racista. Mas adotamos porque temos orgulhoso de ser pretos, brancos, favelados, japoneses, homens, mulheres. Nenhum outro time no mundo  é chamado de nação. Somos uma, multiétnica.

Amamos o Urubu! Festa na Favela! Queremos festas em todas as favelas. Queremos todos os torcedores que saibam entender que torcer para um clube independe da vitória.

Ser torcedor de verdade é ter amor incondicional. Como temos aos filhos. Se o seu filho perder uma partida você fica puto ou vai consolar? Pode dar bronca, reclamar. Mas ficar puto, não.

Ser Flamengo é amar um clube, mas sobretudo amar a torcida que faz desse clube o maior do mundo, o mais espetacular.

Quais são os nossos lemas?

“Ó, meu Mengão, eu gosto de você / Quero cantar ao mundo inteiro / A algria de ser rubro-negro / Conte comigo, Mengão / Acima de tudo, rubro-negro”

No hino, o que importa é isso: “Eu teria um desgosto profundo / Se faltasse o Flamengo no mundo / Ele vibra, ele é fibra / Muita libra já pesou / Flamengo até morrer eu sou!”

O Flamengo não é só o mais amado, mas o mais odiado. Ser odiado pelos demais dá força inesgotável à nossa torcida, e turbina o amor pelo clube.

Continuem odiando. Adoramos isso.

P.S. – O resultado de hoje não muda nada do que foi escrito acima.

2 commentários
  1. Há falhas nessa linha de raciocínio. Onde está a fonte que indicaria esse suposto ódio por Portugal? Você insiste mais de uma vez que o clube, mesmo na época das regatas, já ser popular antes mesmo dessa rivalidade com o Vasco. Por quê? O que teria feito ele ser assim tão popular? Você cita que uma rádio carioca seria responsável pelo alcance do Flamengo nos mais variados locais do país, porém eu imagino (apesar de você não apresentar dados novamente) que esta rádio mostrasse jogos de todos os clubes cariocas. Então por que o Flamengo se tornaria mais popular que os outros da cidade? Nisso, continuo em busca da resposta lógica de saber por que Flamengo e Corinthians possuiriam torcidas tão grandes. Achei que conseguiria a resposta (ou ao menos um indicativo dela) aqui. Me enganei, lamentavelmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *