De Bar em Bar: legítimo brew pub na Lapa, com 18 torneiras artesanais produzidas ali

A Mamota e sua régua com quatro estilos – Foto de Bruno Agostini®

A NOITE DA MARMOTA

Tecnicamente ainda era de tarde quando cheguei, pouco depois das 17h, hora que a Marmota Brewery levanta as suas portas de ferro na Lapa, de quarta a sábado. O galpão tem clima industrial, adequado ao que existe ali: uma pequena mas bem equipada cervejaria, com volume razoável de produção, com boa variedade de estilos e receitas bem executadas.

Os tanques de fermentação da cervejaria – Foto de Bruno Agostini®
É dos poucos autênticos brew pubs do Rio, termo em inglês que indica bares de cerveja com produção própria no mesmo local, e não numa fábrica distante dali.
Bolinhos são saborosos e bem fritos – Foto de Bruno Agostini®
Eu já coloco esta birosca na minha seleta seleção de lugares essenciais em um roteiro etílico-gastronômico pelo Rio. Pelo seu caráter único, e pela qualidade do que apresenta.
Tom Lima, o trio de sours e a marzen: prove todas! – Foto de Bruno Agostini®
Sem esquecer dos envolvidos. O gerente é meu velho amigo e professor informal de cervejas, Tom Lima, que passou pelo histórico precursor Belgian Beer Paradise, na Barra, primeiro gerente do Delirium Café, quando chegou ao Brasil, e que estava no Booze Bar, ali perto, também na Lapa. É ele o maestro da casa, quem está lá todas as noites, coordenando uma equipe jovem, simpática e estudiosa. Converse com eles que sua experiência será muito mais rica. Vai por mim, e não deixe de ir.
Saúde! Vai por mim, este bar é essencial no circuto etílico-gastronômico do Rio – Foto de Bruno Agostini®
Além da fartura de rótulos produzidos ali que jorram pelas torneiras, e por um cardápio típico de bares do ramo cervejeiro, o espaço é amplo e arejado, com clima despojado e umas pitadas artísticas, com direito a visita às instalações da fábrica, seus tanques, câmaras frias e áreas de armazenamento, e manipulação e engarrafamento etc, acompanhando como ocorre todo o processo de produção.
A simpática mascote: minha tarde/noite da Marmota – Foto de Bruno Agostini®
No momento são nada menos que 18 cervejas diferentes ‘on tap’. De IPAs, são cinco: Session, Double, New England e Juicy, além da clássica. Outro destaque são as ‘sours’. Eram três quando estive lá, em meados de janeiro: frutas vermelhas, manga e caju.
Pode pedir sem erro este belo bacon cheeseburger. Com IPA – Foto de Bruno Agostini®
Atente ainda para dois estilos muito bem apresentados ali: a Kölsch, tradicional da cidade de Colônia, leve e refrescante, perfeita para o verão, e a Marzen, típica da Baviera, e estrela das cervejarias de Munique durante a Oktoberfest.
Também há garrafas numa geladeira – Foto de Bruno Agostini®
Vale apostar nas réguas para poder atestar a qualidade dos muitos estilos produzidos ali. Posso destacar, ainda, a Brown Ale e a produzida com abóbora para o Halloween, que ainda estava disponível. Também tem uma geladeira, com garrafas e latas.
Para comer, friturinhas e burgers.
É lugar para gastar horas, provando de tudo: são 18 torneiras – Foto de Bruno Agostini®
O meu, com bacon, cebola crocante e muito queijo, era generosa na altura, e para variar eu harmonizei com IPA, porque adoro combinar gordura com lúpulo.
SERVIÇO
Marmota Brewery: Rua do Resende 38, Lapa. Instagram: @marmotabrewery
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.