O Coltivi, literalmente, está na moda: um lugar jovem, meio italiano meio asiático, que serve brunchs, drinques e muitos mais

Bloody Mary, Benedicts e gyoza: para começar bem o dia – Foto de Bruno Agostini®

Às vezes eu tardo, e falho miseravelmente, muitas vezes quando adio uma visita a um novo restaurante. Falo do Coltivi, inaugurado há uns três anos, no Humaitá, cujo trabalho acompanho desde o início, com curiosidade e admiração.

Dupla dinâmica: Marina Garritano e o bartender Yuri Evangelista, que também é modelo – Foto de Bruno Agostini®

Pizzas lindas, um menu bem bolado de inspiração italiana e asiática, brunches especiais nos fins de semana, bons drinques e uma carta de vinhos certeira, pelas mãos da jovem Marina Garritano, um notável talento para cuidar do salão de um grande restaurante, do alto de seus 25 anos. Simpática, inteligente e atenta a tudo o que se passa a seu redor, chama mesmo a atenção ainda pela segurança, vocabulário rico e elegância. Fiquei impressionado. Escola Copacabana Palace, né, meu amigo?

A moça é das melhores profissionais do país, atuando ao lado de uma admirável geração de mulheres dedicadas ao vinho. Para citar apenas algumas das cariocas, lembro da Laís Aoki, da Elaine Oliveira, da Julieta Carrizo, da Maíra Freire, da Cecília Aldaz, da Lolô Riccobene, da Gabi Teixeira e da Yasmin Yonashiro, esta última a maestra do saquê. Mas tem até mais.

A Povera Ricotta, com gremolata, amêndoas e zest de limão: para começar – Foto de Bruno Agostini®

Voltando ao Coltivi, como estou sempre passando ali pelo eixo Botafogo-Humaitá, acabava postergando a visita, porque poderia fazer a qualquer dia. Não deixa de ter sido um erro. Mas, está sanado. Estive na casa na noite de quinta, e foi incrível.

Azul e rosa: a simpática casinha no fim da Conde de Irajá, quase no Largo dos Leões – Foto de Bruno Agostini®

Lugar lindo, gente animada, clima agradável. Me senti um privilegiado em estar ali. Ainda mais que passei grande parte do meu tempo conversando com a Marina, que além de baita profissional ainda é uma pessoa agradável.

Escolheu um vinho muito bom para acompanhar as ostras. Sugeriu uma pizza frita, a Povera Ricotta, com gremolata, amêndoas, zest de limão siciliano confitado e ricota fresca – que comi com entusiasmo enquanto dava gulosas goladas no vinho, que refrescava o corpo da quentura do verão, ainda que soprasse uma brisa essencial naquele pátio a céu aberto e à meia-luz.

No fim, com a casa lotando, e eu sozinho numa mesa de quatro, pedi para ir ao balcão do bar, liberando os lugares. Fiz bem, não só por educação. As também porque lá na banqueta fui apresentado ao Yuri, barman dos bons, também simpático como toda a equipe. Méritos também da Mari, com perceptível vocação para treinar um time. Dou nota 10 com louvor ao serviço do Coltivi.

Ploft… – Foto de Bruno Agostini®

Domingo voltei pro brunch dominical. Pedi benedict eggs, claro.

E também o gyoza, dois de porco e dois de cogumelos. passei vontade, queria as torradas e, principalmente, o chili . Não tem problemas. Em duas semanas, senão antes, eu volto com a filha.

E, naturalmente, um Bloody Mary novamente. Também quero provar o Negroni, mas não parecia horário adequado. fosse você faria o mesmo no fim de semana que vem. Ou hoje, porque se estende das 10h às 16h.

Vai por mim.

Rossini, de espumante com morango: melhor que o Bellini… – Foto de Bruno Agostini®

Já ia esquecendo de dizer que tudo começou com o Rossini, versão do Bellini com morango no lugar do purê de pêssego – achei melhor, mas fresco e mais ácido, o purê geralmente adoça muito.

———————————-DERRETIDA NA COLTIVI———————————-

O restaurante da rua Conde de Irajá, em Botafogo, se uniu à Nuska, marca independente de slow fashion da designer Hannah Rubinstein para uma collab.

Yuiri faz poses e coquetéis muito bem – Foto de divulgação / Maria Magalhães®

Denominado “DERRETIDA NA COLTIVI”, o projeto mescla o lançamento da coleção de verão da marca com a nova carta de drinks criada pelo mixologista Yuri Evangelista. Acontece domingo, dia 12, a partir das 19h, lá na simpática casinha no fim da Conde de Irajá, quase no Largo dos Leões.

O drinque criado para o projeto por Yuri – Foto de divulgação / Maria Magalhães®

Além de 7 coquetéis inéditos no menu da casa, Yuri também desenvolveu um drink exclusivo para o projeto, que leva brandy, bourbon, rum, xarope de maracujá artesanal, suco de limão, guarnição de açúcar com pétalas de flor e um gelo redondo feito para derreter aos poucos e proporcionar uma experiência imersiva para quem o experimenta. O coquetel tem inspiração nas cores e estampas da coleção de verão da Nuska, cheias de curvas, cores e texturas variadas. Este drink entrará para o cardápio fixo da Coltivi.

A coleção de verão “DERRETIDA” conta com estampas assinadas pela designer da FARM Rio, Rafaella Ceres. É a primeira vez que as peças da Nuska têm estampas autorais. “Derretida chega pra gritar por um verão de calor, intensidade e de paixão – e é a partir dessas três vertentes que queremos apresentar nossa coleção. Derreter é sempre muito gostoso né?”, diz Hannah, que completa: “As padronagens que carregam nossa energia vintage aparecem revisitadas de forma não-óbvia e misturam nossos elementos gráficos com uma coloração vibrante e fresca, bem a cara do verão que a gente tanto sonhou”.

SERVIÇO
Coltivi: Rua Conde de Irajá 53, Botafogo. Tel.: (21) 96532-5353
Instagram: @coltivi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.