De Bar em Bar: Em São Paulo, culhões à mesa (e à milanesa) no Valadares

Em primeiro plano, as bola de touro e, atrás, sem duplo sentido, por favor, as de galo – Foto de Bruno Agostini

 

É preciso ter culhão para encarar uns testículos de boi, não é?

A não ser que você seja uma vaca…

Ontem visitei um dos bares mais cabra-macho do Brasil, ou pelo menos do Sudeste: o Valadares, na Lapa, em São Paulo.

Isso porque a especialidade da casa são as bolas de touros e galos. Sim, a receita emblemática deste bar são os testículos bovinos e galináceos, que podem ser preparados à milanesa, à dorê ou ao alho e óleo.

Pedi meia porção de cada, me dizendo sem muita fome (porque estava cumprindo uma jornada botequeira que ainda incluiu o Frangó, o Botequim do Hugo e o Elídio Bar, sem falar nos da noite anterior). E o garçom, simpático, voltou com uma sugestão do chef, que é praticamente um urologista culinário (mas, apesar disso, também é especialista em pererecas, na verdade, rãs, servidas à dorê).

“O cozinheiro disse que duas meias são muito para uma pessoa. Melhor pedir um quartinho de cada”.

Então vamos nessa.

O que nos chega são dois pratinhos relativamente generosos, com vários nacos de culhões empanados sobre guardanapos de papel que ainda absorvem a gordura do processo.

E não é que são ótimos? Ainda mais se temperados com gotas de limão e pimenta.

Ambos foram servidos à milanesa. Preferi  os de galo, que me lembraram a molleja tão apreciada na Argentina (uma das minhas carnes preferidas, em inglês chamada sweetbread). Era uma carne gordurosa e com muito sabor. Já os testículos de boi tinham um sabor mais forte e marcante, com uma textura esponjosa.

“Eu acho o testículo de boi mais gostoso se preparado em forma de filé, fatiado ao alho e óleo. Lembra, na aparência, um filé mignon, mas tem sabor mais forte”, me conta o dono, seu Luiz, que comanda com simpatia o balcão.

Outra coisa legal desta casa de esquina é o seu balcão aquecido, que guarda as batatas na serragem (batatinhas calabresa com uma farofa de urucum e alho), torresmos e outros acepipes.

SERVIÇO
Bar Valadares:  Rua Faustolo 463, Água Branca, São Paulo. Tel.: (11) 3862-6167.

* Texto escrito para o antigo blog Rio de Janeiro a Dezembro, agora hospedado aqui neste site (neste link aqui: https://menuagostini.com.br/category/rio-de-janeiro-a-dezembro/).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *