As 100 delícias do Leblon – Parte 4: um passeio pelas casas italianas

Medalhão à piemontese – Foto de Bruno Agostini

O Leblon parece mesmo um enclave italiano. A começar pelo La Mole, que não vou há alguns anos, mas que me desperta lembranças juvenis que gosto de cultivar, memória que atende pelo nome de filé à piemontese – aliás, estou terminando um texto sobre esse prato, que durante anos foi o meu pedido usual não só no La Mole, como em todos os restaurantes tradicionais da cidade, como Alvaro’s (está em nossa lista, claro), Le Coin e tantos outros. Filé e suas variações em altura: escalopinhos, medalhões com bacon… Ainda hoje vez ou outro peço esse prato.

Marinara da Ella Pizzaria: simplicidade em forma de comida – Foto de Bruno Agostini

O giro pela Itália no Leblon prossegue pela Massa Trattoria, casa do chef Pedro Siqueira, do Puro e da Ella Pizzaria – onde, como já contei aqui, comi as melhores pizzas de minha vida, com especial apreço pela marinara. A novidade não tão nova assim é que hoje as pizzas com assinatura da grife Ella, que se tornou imbatível no quesito nas premiações cariocas – merecidamente. Para ler o post, clique aqui.

Carpaccio de tubarão, no Flor do Céu – Foto de Bruno Agostini

Outra casa italiana é mesmo uma residência. Está na entrada de uma comunidade pacificada. A chácara do Céu, que tecnicamente pertence ao Leblon. Subimos pelo mirante do bairro e chegamos a uma varanda, com linda vista.

Deliciosa comida, com essa vista e ao som de jazz. quer mais? – Foto de Bruno Agostini

Poucos programas podem ser tão agradáveis quanto um almoço tardio, no sábado ou no domingo, no restaurante Flor do Céu, com cardápio de inspiração italiana, com massas feitas na casa e pescados frescos, vista arrebatadora pro mar e um bom jazz ao vivo. Sensacional. Para ler um post sobre este lugar incrível, clique aqui.

Não só a comida é deliciosa e moderna, a coquetelaria também. Este do meio é o Pink Fanciulla – Foto de divulgação / Rodrigo Azevedo

Com a sua concorrida varanda debruçada sobre a Dias Ferreira – que aliás tem festa neste final de semana – o Quadrucci tem no comando da cozinha um chef que faz uma cozinha italiana com pegada autoral e contemporânea, com digital própria nas receitas. Mas mesmo sendo autoral, mantém a essência da comida italiana: o conforto, que se pudesse resumir seria o que diria de seus pratos.

Nhoque com brie e aspargos, no Fratelli – Foto de divulgação

Outro italiano que tem anos de tradição no Leblon é o Fratelli, com cardápio bem típico das casas do ramo: antipasti,  zuppe, paste secche, paste fresche,  Risotti, pesci e crostacei, Carni, Pizze, calzoni, dolce. Mas e quem não gosta disso?

Da dupla Dionísio Chaves e Nicola Giorgio, o Gusto Cucina Bar tem um perfil jovial como sugere o seu nome. Um bar de vinho, com cardápio bacana. Eles se definem como “cozinha italiana moderna e descomplicada”. E é isso aí mesmo.

Aí, me dou conta que na lista de restaurantes e bares que recomendo no Shopping Leblon está a Focaccia, com seus deliciosos sanduíches neste pão que batiza o lugar. São mais de 20 versões, aquelas fórmulas infalíveis. Tem caprese, e outras variações, como a minha última pedida por lá: rosbife, queijo de cabra e cebola-roxa caramelada.

Noites animadas na Prima Bruschetteria, hoje uma trattoria – Foto de divulgação / Tomas Rangel

Inicialmente dedicada quase que exclusivamente à tradicional torrada com coberturas, a Prima Bruschetteria acabou mudando um pouco seu cardápio ao longo dos anos. A especialidade da casa está lá, firme e forte, mas hoje temos mais saladas, massas e pratos.

Como não lembrar, então, do Sorvete Itália, que está para mim entre as gelaterias da cidade assim como o La Mole. Há lembranças contidas em cada bola de pistache e de chocolate africano.

Ótimas cervejas on tap na Noi, niteroiense que se instalou no Leblon – Foto de Bruno Agostini

Para encerrar, uma cervejaria que tem toda a sua linha batizada em italiano. A Noi, de origem niteroiense, faz excelentes cervejas, e é ótimo degustação no bar da Conde Bernardotte todos os seus rótulos on tap. Alguns são muito bons. Minhas preferidas: Avena, Amara, Bárbara e Cioccolato (se tiver a maturada em barril, peça). Comidinhas bem gostosas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *