Vinho da Semana: Kikè Traminer Fina Vini – perfume siciliano!

 

Um vinho, sem dúvida, equilibrado e performático, com rolha moderna e bonita – Foto de Bruno Agostini®

Fui almoçar na Casa do Sardo para experimentar o menu que será servido nas noites de quarta e quinta, escrevi mais cedo a respeito (neste link aqui).

Será um menu de inspiração siciliana, servido com vinhos da ilha mediterrânea, da Cantine Fina, da região de Marsala, o famoso fortificado.

Estava inicialmente previsto que o primeiro vinho seria o Grillo Miral Fina Vini, harmonizando com as entradas: polpette di melanzane (almôndega de berinjela), pesce spada marinati alle arance (peixe-espada marinado na laranja), involtini di melanzane alla caprese (trouxinha de berinjela à moda caprese) e caponata com tonno (atum) fresco.

Depois, com o pesce spada alla siciliana (lombo de peixe-espada, pomodorini, azeitonas, alcaparra e ervas),  seria servido outro branco, o Kikè Traminer Fina Vini.

Mas ao provar o carpaccio e o peixe espada à siciliana, a gente resolveu mudar. Afinal, fomos lá mesmo para bater o martelo. Com seu perfil intensamente aromático, típico da família de uvas à qual pertence (é variação da Gewurztraminer), o Kikè tem perfumes de rosas e lichias, condimentos e especiarias que caracterizam esta casta de DNA germânico (traminer significa especiarias”).

Provamos os dois vinhos, com os dois pratos.

O Kikè tem notas florais e de especiarias: garrafa custa R$ 180 na Casa do Sardo – Foto de Bruno Agostini®

Mais encorpado, inclusive, do que o Grillo, com seus 13,5% de álcool, o Kikè ficou excelente com o carpaccio de peixe espada, com sua carne saborosa e delicada, em tempero de azeite de laranja (incrível produto, e à venda do empório do Sardo), pimentas rosa e do reino e lâminas de aipo. Tudo a ver com o vinho, que vai muito bem com pescados crus ou em preparos simples, assim como as receitas condimentadas da Àsia, como os ensopados à moda thai, as preparações vietnamitas e agridoces apimentados. E haja camarão, lagostim, mexilhões.

Com os pratos mediterrâneos mais refrescantes, como o carpaccio ao perfume de laranja, também par perfeito. Subleva as especiarias, amacia a untuosidade cítrica do azeite, e pede para ser servido bem gelado, no forno que se tornaram os últimos dias deste verão carioca. Seco na boca, tem aromas que remetem a notas adocicadas, de frutas cristalizadas, abacaxi muito maduro ou flores brancas, como a de laranjeira e o jasmim.

O jantar, com harmonização de vinhos, sai por R$ 220 por pessoa. Já a garrafa de Kikè, que entrou esta semana na carta da Casa do Sardo, sai por R$ 180 (com desconto de 20% para levar para casa).

Ecco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.