Vian Cocktail Bar, em Ipanema, o pequenino reduto dos maiores bartenders

Frederico Viana, o anfitrião, e uma das suas criações – Foto de Bruno Agostini®

Todas as segundas acontece uma romaria de bartenders para Ipanema. Mas não há nenhuma religiosidade nisso, senão a devoção pela coquetelaria, e a vontade de aproveitar a folga com os colegas de trabalho. Uma confraternização semanal, que reúne os melhores profissionais do ramo no Rio. Tipo Concílio Vaticano. Brincadeiras e exageros à parte, fato é que a nata do ramo se encontra ali. É o Vian Cocktail Bar, na Paul Redfern, em Ipanema, uma varandinha com duas mesas, e, lá dentro, uns dez lugares no balcão, umas poltronas e é isso.

Estive lá há duas semanas, depois de visitar pela primeira vez o Izär (para ler sobre a novidade, clique aqui), ali perto, o espanhol que acaba de abrir, causando burburinho em Ipanema. Fui com o embaixador da Bacardi, que foi quem me deu a dica.

Quadro da Campari mostra que ali a turma curte um Negroni – Foto de Bruno Agostini®

Ali no Vian você decide se quer ir nos clássicos, bem preparados por Frederico Viana, que criou um bar para chamar de seu, e para chamar os amigos. (Que por sua vez chamam outros parceiros). Negroni (o lugar é uma espécie de QG do Campari), Dry (e Dirty) Martini, Boulevardier, Bloody Mary (com toque de alici)… pode ir sem medo. Há versões tradicionais, mas também releituras (tem uma carta só de Negroni).

Igor Renovatto era o convidado naquela segunda, dia 11 de julho, em que estive lá, que também coincidiu com o início das comemorações pelo primeiro ano da casa.

Mas, como todo “Cocktail Bar” que se preza, ali também é lugar de provar as criações da casa. E mesmo bater papo com o Fredy, que também é músico virtuoso, para que ele crie algo na hora, de acordo com as suas preferências, o que é sempre legal. Tipo um show de repentista, inspiração de momento, o encontro entre a capacidade de improviso, o talento e a criatividade. Para isso, é praticamente obrigatório ficar no balcão, que tem dez lugares – aliás, em bares de drinques é sempre melhor sentar ali, junto aos profissionais, inclusive para ver os preparos.

Para acompanhar os drinques, um menu que é pequenino como o local, mas que satisfaz quem, além de sede, vai com fome: de terça a sábado tem ostras frescas, além de carpaccio, ceviche e tartare, e uma meia dúzia de petiscos – o mais famoso deles, o camarão crocante, é digno do nome: o crustáceo envolvido em queijo é empanado e frito. Quem tem fome pode ir no arroz negro de frutos do mar. Tem umas promoções, tipo: você pede dois Negronis e ganha uma porção do bem falado quibe com coalhada que servem ali.

O bar fecha aos domingos. Para abrir as portas no dia seguinte, inaugurado a semana, e fazendo a festa da galera da coquetelaria: São as “segundas especiais”, mas pode chamar de “guest bartender”, como se diz no meio, quando uma casa recebe algum convidado para preparar drinques e um DJ animando a noite. Dia primeiro tem de novo.

Lembrando que a coluna “De Bar em Bar” é publicada sempre às terças, e os posts estão neste link aqui.

SERVIÇO
Vian Cocktail Bar: Rua Paul Redfern 32, Ipanema. Tel.: 21-99863-2552.  Instagram: @vianipanema

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.