De Bar em Bar: Boteco e Galeto Rainha, e o melhor polvo do MEU MUNDO!

Esse foi, apenas, o melhor polvo que eu me lembro de ter comido – Foto de Bruno Agostini©

No final do ano passado eu estive no Galeto Rainha.

Adorei e fiz post aqui.

O Grupo Irajá está fazendo dez anos e eu sou fã do trabalho do Artagão.
Joga nas 11. Faz burgers e pratos clássicos com o mesmo talento com que cria menus autorais.
No fim, serve comida gostosa de verdade.
Recentemente estive duas vezes no Galeto Rainha, onde fui duplamente feliz.
Até fui disposto a pedir o prato que batiza a casa, por óbvias razões. Mas sou viciado em polvo. Ao ver que está no menu, e preparado na brasa, eu não resisti. E pedi.
Para acompanhar, fritas portuguesas e arroz de brócolis, que é a fórmula perfeita para acompanhar os tentáculos.
– Vocês teriam alho frito? – perguntei.
– Tem, o do frango à passarinho. O senhor quer um pouco?
– Por favor.
Daí em diante vive um êxtase.
Como disse, sou o louco do polvo. Em forma de massa e carpaccio, a la feria, à moda peruana, com um molho cremoso de azeitonas pretas ou dentro de um croquete, como o espetacular que está sendo servido no Escama, desde a semana passada, e que tive o prazer de ser cobaia antes do lançamento.
Mas o que mais gosto é dele assim. Com pimenta, azeite e muito alho. Aliás, com muito dos três. Regando mesmo com azeite e pimenta (da boa, por favor) em abundância.
Foi um delírio.
Fiquei uns dias pensando sobre o polvo do Rainha. Tentando lembrar se comi algum melhor. Não consegui lembrar. E olha que como muito polvo. E sempre. Há anos.
Há algumas semanas, em meu primeiro dia como embaixador dos vinhos da Quinta da Lixa, da região dos Vinhos Verdes (quando tiver com tempo conto com calma essa história legal), eu fiz um tour pelos bares portugueses do Leblon, que abriram de um ano para cá, apontando uma tendência (há pouco inaugurou também o Bar Ora Pois, na Barra; e na próxima semana será o Balaio do Zé, no Flamengo, todos com a mesma pegada: uma tasca portuguesa, com certeza, com jeito carioca, certamente).
Foi esse passeio pelo Galeto Rainha, a Tasca Miúda e a Sardinha Taberna Portuguesa que inspirou o post que deu origem a essa série, que vai continuar com as duas outras novidades citadas, onde já estive.
Hoje é dia de Rainha!
No primeiro dia em que lá estive eu provei, ainda, a linguiça, o pão de alho muito bom e também as batidas, também ótimas.
Na segunda vez, fui só no polvo mesmo, tinha pouco tempo.
Sabe aquele lugar onde a gente quer voltar para zerar o menu. Pois é assim.
Em breve eu volto para aos poucos ir fazendo isso.
SERVIÇO
Boteco e Galeto Rainha:  Rua Dias Ferreira 247, loja B, Leblon. Tel.: 3598-8714. https://www.grupoiraja.com.br/
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.