De Bar em Bar: Quartinho e Cru, duas novidades imperdíveis em Botafogo, o bairro mais saboroso do Rio

O Pork Curry Bloody Mary do Quartinho Bar – Foto de Bruno Agostini (do Instagram @brunoagostinifoto Siga também: @menu_agostini )

A proposta desta coluna “De Bar em bar”, sempre publicada às terças-feiras, é destacar a cada semana um endereço, alternando Brasil e exterior (o último foi o Marea, em Nova York). Hoje estava na dúvida. Sobre quem eu escrevo: Quartinho ou Cru Natural Wine Bar? Ambos estão em Botafogo, e foram visitados no mesmo dia. Coincidência?

Um refrescante e bem preparado Gin Tônica de R$ 16? Está bom, né? – Foto de Bruno Agostini

Não. Tinha visto simpáticas e apetitosas postagens no Instagram de amigos do Quartinho Bar, então recém –inaugurado (era janeiro), uma semana antes de passar pela porta, justo quando estava a caminho do… Cru… Que fica muito perto dali. Não resisti. Entrei para conhecer e beber um drinque da lista dos que custam R$ 16 (tem uma seção do menu com coquetéis leves e refrescantes a esse ótimo preço).

Mas o filé mignon da coquetelaria da casa, a meu ver, não está ali, mas na lista mais séria de drinques muito bem executados, com toques autorais por uma equipe de bar descontraída, eficiente e competente. O versão deles do Bloody Mary preparado com caldo de porco e curry, é espetacular (minha pedida usual). Assim como a equipe, o ambiente também é descontraído, com clima de casa, com móveis descombinados que acabam combinando muito bem, dando clima “cool e kitsch” ao lugar, que tem dois ambientes, que andam lotando, com gente espalhada pela calçada: um salão e um terraço ao ar livre, a área mais concorrida da casa.

O cardápio vai na mesma onda: tem coxinha muito bem falada, uns sanduíches bem bolados e um já famoso empadão na marmita e outros petiscos que podemos chamar de reconfortantes, ótima pedida para um jantar informal, porque a comida é boa de fato, e os preços bem atraentes. Mostrando que são, de fato, diferentes, no Instagram @quartinhobar eles dão o recado: “Não vendemos hambúrguer. Não insista”.

A “carta de vinhos” do Cru: preços nas garrafas – Foto de Bruno Agostini

Na minha primeira visita ao Quartinho (já fui duas vezes), como dizia, estava a caminho do Cru, outra bela novidade recente em Botafogo, da mesma turma da Winehouse, no mesmo bairro, o mais divertido e saboroso do Rio nos últimos anos, a ponto de ser batizado de BotaSoho, e faz mesmo sentido.

Há uma excelente oferta de raros vinhos naturais brasileiros – Foto de Bruno Agostini

No Cru e pegada é mesmo natural, pura e sincera. Os vinhos, todos naturais e na linha biodinâmica, são vendidos no patamar de preços que se espera (são um pouco mais caros, na linha de corte inicial, de modo que garrafas a menos de R$ 100 não são muitas, numa lista que varia muito e onde encontramos raridades, brasileiras e estrangeiras, incluindo produções muito limitadas, em especial de vinícolas familiares brasileiras). Eu aconselho a ir nas taças, sempre com boa oferta, com coisas bem interessantes.

Na mesma pegada, o cardápio é criado diariamente, com os ingredientes do mercado. Pode esperar coisas como steak tartare, pulled pork, scotch eggs e umas comidinhas de preparo cuidado, com certa criatividade, tipo: homus de cenoura com pão de fermentação natural e garam masala; e salada de melancia com queijo de cabra, rúcula e hortelã.  Vale investir no “pratinho de queijos”.

 

SERVIÇO
Cru Natural Wine Bar: Rua Arnaldo Quintela 94, Botafogo. Tel.: (21) 3496-9656. Facebook
Quartinho:  Rua Arnaldo Quintela 124, Botafogo. Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *