O novo menu do Cipriani e o que sai de cartaz no sábado: vá antes que um acabe e logo que o outro comece

Domingo e segunda o Cipriani está fechado.

De modo que, desde hoje, restam apenas quatro noites e oito horários de reservas para experimentar o menu piemontês do Cipriani.
A partir de terça, dia 5, o chef muda seu cardápio. Não tudo.
O carpaccio de wagyu – Foto de Bruno Agostini®
Mantém o seu “Chef’s Signature Dishes”, onde brilham receitas que marcaram sua trajetória no Copacabana Palace, que está completando seis anos.
Eu o conheci em outubro de 2016, quando fui apresentado a um cozinheiro impressionantemente técnico, que mistura ousadia e criatividade com conhecimento histórico sobre pratos tradicionais da Itália e que apresenta suas composições com estética apurada, com referências artísticas e irreverências.
O charuto de encerramento é comestível – Foto de Bruno Agostini®
Assim, permanecem criações como o carpaccio de wagyu com cebola frita e pinole e uma sobremesa que é mais do que linda, mas saborosa, equilibrada e divertida, o charuto de chocolate, com perfume de uísque defumado.
As vieiras em forma de caracol, com avelãs e alici – Foto de Bruno Agostini®

Sobre o seu menu piemontês, que apreciei há 15 dias, meu amigo Elia Schram, da Babbo Osteria, escreveu o seguinte em seu Instagram @elia.schramm:

O MENU PIEMONTÊS DO CIPRIANI – POR ELIA SCHRAMM

“Ontem tive mais uma oportunidade de assistir a um desfile de técnica, contrastes, sobreposição de sabores, camadas complexas de harmonização e um primor na execução que emocionam e inspiram.

Tradição e modernidade, cucina ‘povera’ et ‘produits d’ exception’, dessa vez com sotaque piemontês, a serviço da excelência. Vibração na cozinha, balé em equipe, visão de poucos privilegiados que assistiram o espetáculo essa noite na Mesa do Chef, algo único nesse país.

O inacreditável frango, o melhor de minha vida – Foto de Bruno Agostini®

Nas fotos alguns dos pratos da degustação:

– Vieiras, avelã, anchova
– Frango, ovas, batatas, Carpano ‘Antica Formula’
– Risotto, caracol, alho negro, limão siciliano queimado, alho-poró

Os aperitivos pra se comer com as mãos – Foto de Bruno Agostini

– Tajarin ‘Paglia e fieno’, cogumelos, queijo Toma defumado, trufas
– Snacks surreais, petit fours e ‘picolé’ espetaculares🤯😍😋

O brasato é feito com o “vero” Barolo – Foto de Bruno Agostini®

Tivemos ainda ragu alla napoletana, pão e uma manteiga aerada defumada que não dá nem pra traduzir em palavras a delícia que é. O ‘bonet astigiano’, melhor sobremesa de avelã que comi na vida, só divide o ‘posto’ com a ‘noisette’ do @cedricgrolet e a releitura de Brasatto al Barolo (feito com vinho Barolo mesmo😱) um prato que vai demorar pra sair da memória, até porque mexe com algo muito afetivo da minha infância.

Grazie amico ídolo @nello.cassese e toda equipe do Cipriani – @julialottus chefona brilhando no serviço e @arruda_ed nos vinhos. Família @belmondcopacabanapalace experiência irretocável do início ao fim.”
Eu, assino embaixo. E acrescento que…
– Foto de Bruno Agostini®

… o sorvete continua sendo o melhor de toda a vida.

Ô, sorte.

Na terça falo um pouco mais sobre como será o novo menu.

Até lá.

Grazie mille.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.