Sult, uma das melhores novidades da temporada, agora está entregando em casa: aproveite

Lasanha, em cartaz hoje, a R$ 48: uma das melhores pedidas, ontem, agora e sempre: um alívio para o confinamento – Foto de Bruno Agostini

Acompanhando a evolução do projeto desde janeiro do ano passado, conhecendo o trabalho do chef Thiago Flores e o apreço do empresário Nelson Soares por vinhos realmente especiais, eu estava certo de que o restaurante Sult seria uma das grandes novidades da temporada. Parece que eu tinha mesmo razão.

Só não sabia que tão rapidamente o lugar estaria na ponta dos cascos (difícil é um restaurante abrir as portas com cozinha e salão bem azeitados, e com a proposta concebida sendo logo de cara bem executada – a gastronomia, quase sempre, exige semanas de ajustes, o tal soft opening, que justifica alguns justos desacertos no início da operação, totalmente natural).

No começo não havia planos de fazer entregas, mas com a crise do corona vírus, como tantos outros, tiveram que correr para fazer isso. Estão entregando com serviço próprio, no telefone 3486-6777 ou no WhatasApp 99922-3125 (bicicletas da cooperativa Bike Verde, nos bairros mais próximos; e de motoboy, para os um pouco mais distantes), além de estarem usando a plataforma iFood (neste link). O cliente também pode passar no restaurante para buscar a comida (Rua Fernades Guimarães 77, Botafogo).

– Só aos domingos temos entrega própria no almoço, nos outros dias, apenas no jantar – conta Nelson Soares, que é craque na cozinha, e anda dividindo o fogão com o Thiago.

A casa foi inaugurada em dezembro de 2019, em Botafogo. Estive lá por duas vezes (numa terceira fui só para bebericar no bar, que fica logo à entrada), para jantar. E foram noites memoráveis, encontrando (MUITOS) grandes amigos, por coincidência – ou surpresa que me fizeram.

 

Milanesa de vitelo, a R$ 58: hoje tem – Foto de Bruno Agostini

O restaurante tem um menu italiano descomplicado, com destaque para as massas e os mariscos – tudo com preços bem justos. Não me lembro, por exemplo, de ter comido lasanha melhor – nem no Rio, nem na Itália ou qualquer outro lugar. Pode até ter acontecido, mas não me lembro. Hoje tem, e eu não perderia por nada (o cardápio completo está lá embaixo). Outros destaques são os pratos com polvo e com mariscos, que chegam sempre muito frescos. São vôngoles, sururus, mexilhões… (hoje tem fettuccine com frutos do mar, a R$ 56).  Não poderia esquecer de indicar o delicioso milanesa de vitelo, com cremoso purê. Para encerrar, um incrível tiramisu (R$ 28), e aproveite que tem hoje. Fiquei com vontade de provar a quiche à carbonara, de entrada (R$ 22).

Locoe, grande vinho sardo (perfeito para a lasanha do Sult, a R$ 150) – Foto de Bruno Agostini

Além de uma carta de vinhos certeira, e que está sempre mudando, privilegia os pequenos produtores, e sobretudos os naturais e biodinâmicos, os drinques também se destacam. Eles estão entregando, e tem muitas coisa boa, a preços atraentes. Entre os que conheços, e gosto muito, temos o espumante Pet-Nat Vivente 2019, o Trebbiano On The Rock, um incrível laranja da Era dos ventos (ambos a R$ 150), Locoe 2018, incrível rótulo da Sardenha, Hey Malbec 2018 (ambos a R$ 160), um delicioso vinho com esta uva que não muito me apetece.

Por conta das postagens que fiz, aqui mesmo neste site, e também no Instagram, vários amigos foram até lá, para conferir se a dica era mesmo quente. Recebi umas sete ou oito mensagens, agradecendo pela indicação, e reafirmando o que escrevi: o Sult é mesmo uma das melhores novidades da temporada.

Vai por mim.  O confinamento pode não ser tão ruim assim.

O menu de hoje:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *