Retrato de um Prato: o meu PF de bife ancho no Esplanada Gril

O ancho ao centro e seus satélites: carreteiro, farofa de bacon, vinagrete de cebola, aioli e chumichurri – Foto de Bruno Agostini®

No Esplanada Grill o couvert é indispensável. Para começar nele consta o melhor pão de queijo do Rio.

Mas também tem copo com gelo com talos de aipo e cenoura, totalmente anos 1980, quando essa steak house de origem paulistana abriu as portas, em Ipanema, para se tornar a maior referência de carnes no Rio, enfileirando prêmios. Adoro comida vintage e que nos faz olhar pra trás. Aliás… a salada finalizada na mesa com excelente vinagrete de mostarda é passo fundamental no meu ritual à mesa no Esplanada.
Adoro também o patê de fígado do couvert dali. Mas a verdade é que eu nunca digo não ao couvert em primeiro lugar por cortesia. Eu particularmente acho meio brega recusar o couvert (assim como reclamar da cobrança de taxa de rolha, não pagar 10% e não aparecer numa reserva – entre outros comportamentos inadequados dos clientes de um restaurante).
Em segundo lugar porque ele traz farofa de bacon e também um vinagrete de cebola, cortada fininha, com acidez na medida para realçar a carne, e ligeiramente crocante. Aí não dá para dizer não.
Porque, pedindo o couvert eu dispenso a guarnição para a carne. Ou seja, ainda economizo, porque pra mim acompanhamento de churrasco é farofa (boas fritas também gosto). E basta.
Mas gosto de molhos.
No meu último PF no Esplanada eu montei assim.
Como nas boas casas do ramo, ali a carne chega na mesa sozinha no prato, guarnição à parte. Gosto eu mesmo de montar o meu PF. Na última vez tinha até uma novidade: um aioli.
Então, fiz assim meu prato. No centro, o ancho alto, com uns dois dedos de espessura, exterior tostado na medida para extrair o máximo de sabor do Maillard, e interior macio, rosado e suculento, no ponto exato.
Ao redor da carne, as guarnições. Desta vez usei o arroz de carreteiro, feito com o costelão e farto em ervilhas, lindamente verdinhas, macias e saborosas.
A seu lado, dois itens do couvert: a farofa de bacon e o vinagrete de cebola. Por fim, dois molhos que acho ótimos para carnes: o aioli (bom para burgers e pescados também, além de fritas) e o chimichurri (também versátil), derramando ervas, acidez e untuosidade do azeite sobre a carne, que uso com moderação para não prevalecer: quero discrição.
Foi uma farra como há muito não vivia ali.
Fora isso, foi lindo rever os amigos naquela linda e calorenta tarde de sol típica dos dezembros cariocas. Gosto muito do Esplanada porque além de tudo tem ar-condicionado potente e cadeiras e poltronas confortáveis. É fácil entrar. Difícil mesmo é sair dali.
SERVIÇO
Esplanada Grill: Rua Barão da Torre 600, Ipanema. Tel.: 2512-2970.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *