Seleção Internacional: em tempos de quarentena, uma volta ao mundo da boa mesa

O pato: no ponto da Madame Kiky – Foto de Bruno Agostini

 

Todo mundo trancado em casa, uma agonia. Pelo menos aqui no meu refúgio serrano, os momentos de maior prazer são quando estou na cozinha. Se eu começo a ficar triste ou ansioso, ou as duas coisas juntas, vou logo para a cozinha. Um feijão com farofa de alho, ontem, foi a minha salvação, para jogar para longe esse sentimento estranho.

Distante do Rio, eu vi que – se não podemos sair de casa – pelo menos vocês podem dar uma volta ao mundo. Da boa mesa.

Fiz uma seleção de restaurantes que adoro, e que estão entregando comida em casa. É uma Torre de Babel da gastronomia. São 11 grandes representantes desse esporte tão saboroso que é fazer comida boa.

Tem craque de tudo quanto é canto: alemão, chinês, brasileiro, japonês, italiano, espanhol, argentino…  São lugares que não servem apenas excelente comida, mas também apresentam outro traço em comum: as pessoas envolvidas.

Fora isso, pedindo comida em casa, você ajuda esses lugares incríveis a se equilibrarem minimamente nessa crise inesperada que pegou todo mundo de surpresa.

Vamos à escalação.

 

Fabio serve o famoso joelhão – Foto de Bruno Agostini

O ALEMÃO
Herr Pfeffer: Tenho este como o meu bar preferido no mundo, mas não é só isso. Com sua seleção de linguiças e salsichas, seus joelhos de porco, seus croquetes, patês, milanesas e outras especialidades germânicas, o Herr Pfeffer posso considerar também meu restaurante alemão preferido na cidade.  Para arrematar, é miúdo do jeito que eu gosto, e tem uma carta de cervejas estupenda, aos cuidados do mestre Fábio Santos, talentoso nessa grande área  etílica (quando pedir, consulte o que poderia harmonizar com o prato: estão entregando cerveja).  Liga lá: 2239-9673 (eles também têm serviço de entrega, incluindo WhatsApp: 97533-8328).
Link para um post neste site.
Link do iFood – https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/herr-pfeffer—culinaria-germanica-leblon/566e9760-4584-4609-a09c-eba857a3d1b4

 

Criatura e criador: um burger monumental e o chef Thiago Berton – Foto de Bruno Agostini

O AMERICANO
Beef Bar Escondido: Thiago Berton é fera na cozinha, e no Escondido ela é o responsável pela cozinha de onde saem burgers fabulosos, além de excelentes cortes de carne, muitos de maturação própria na casa. Fazem pastrami, bacon e outras especialidades da cozinha americana, mais notadamente do Texas (se puder, prove os tacos de porco Duroc).  Tem, ainda, um excelente steak tartare, croquetes e outros prazeres carnívoros.  Recomendo demais esse lugar. Só funciona a partir das 18h30.
Telefone: 2522-9800.
Link para um post neste site.
Link do iFood – https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/beef-bar-escondido-ca-copacabana/d8f890e4-c601-40e7-a0c2-e7475096d0bb

 

Choripán do la Copa: excelente pedida – Foto de Bruno Agostini

O ARGENTINO
La Copa: A casa tem DNA platense. O dono, Gustavo Delorme, foi o nome por trás da parrilla uruguaia (tão saudosa) chamada Gonzalo, no Leblon, alguns anos atrás. Ano passado ele mudou de país e de bairro: foi para Copacabana, e abriu o La Copa, uma parrilla argentina – que brinca com o nome do bairro e a palavra “taça”, em espanhol. A rigor, a cozinha carnívora dos dois países é muito parecida, e ele continua ali, no simpático e miúdo espaço, servido as mesmas – deliciosas – coisas de antes. Empanadas, morcillas, chorizos picantes, assados de tira… Excelente pedida é o choripán.
Telefone: 2146-4071.
Link do iFood: https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/la-copa-carne–vino-copacabana/202bc790-4af1-47c4-a0bd-c9bcd8492cb7

 

Bolinho de feijoada do Aconchego: no conforto do lar – Foto de Bruno Agostini

O BRASILEIRO
Aconchego Carioca: Mais que um bar, o Aconchego Carioca é para mim o melhor restaurante de comida brasileira do Rio. Comida raiz, mas com inovação (vide a criação dos bolinhos de feijoada, hoje encontrados por todo o país: está na lista, com outros dez petiscos que são infalíveis: experimente a almofadinha de camarão). Tem picadinho, sanduíche de barriga de porco, carne de sol com “pipoca” de aipim, acarajé, bobó de camarão.. Quem acompanha o Instagram da grande Katita (@barbosakatia) vê que ela anda sempre por lá, cuidando do preparo dos pratos que chegam no conforto de sua casa.
Telefone:  2273-1035.
Link do iFood: https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/aconchego-carioca-leblon/2cfea806-a81b-48e8-91ce-edf695c078ee

 

A versão chinesa do Mr Lam, nosso preferido no cardápio – Foto de Bruno Agostini

O CHINÊS
Mr. Lam: Eles estão no iFood, mas Eder Heck, gerente e maestro da casa, também desenvolveu um sistema  próprio de entregas (https://mrlamdelivery.pedir.online/#caixacardapio), que está operando com 20% de desconto (vale muito mais a pena para você e para o restaurante: para ver, clique aqui). Tem opções de menu degustação, como o pato, com duas entradas à sua escolha e brownie de chocolate belga de sobremesa. A carta de vinhos é a melhor e com melhores preços que vi durante essas pesquisas que tenho feito. Um exemplo: Adolfo Lona Brut por R$ 95,20 – fica perfeito com a comida chinesa, vai por mim. Não posso deixar de lembrar minha sugestão preferida: ma mignon (para ler sobre este milanesa incrível, clique aqui). O bom é que o cardápio inteiro está disponível para entrega, o que nunca acontece no iFood.
Visite o site – https://www.mrlam.com.br/ 
Outra boa sacada: o restaurante fez uma parceria com o Stuzzi Gastrobar, onde há excelentes coquetéis: A pratos harmonizados, e o primeiro drinque sai a R$ 28. Mas, partir de cinco bebidas, cada uma sai a R$ 20.
Telefone: 2286-6661.
https://menuagostini.com.br/retrato-de-um-prato-ma-mignon-o-milanesa-a-moda-chinesa-do-mr-lam/.

 

Boquerones: manjubinhas curtidas no vinagre – Foto de Bruno Agostini

O ESPANHOL
Venga!: Saí numa felicidade imensa na minha última visita ao Venga do Leblon, que festejou dez anos no final do ano passado (para ler um post, clique aqui). Boquerones (conserva de manjubinha no vinagre), croquetas de jamón (maravilhosas), tortillas (pode agregar bacalhau ou chorizo), gambas al ajillo, pulpo a la galega (com batatas e páprica), paella mar y montaña (arroz bomba, costela de porco duroc e camarão) e a mousse de chocolate com azeite e sal são alguns dos meus preferidos. O cardápio está caprichado. É possível pedir os (ótimos) pães da casa. Prove o chamado cristal. Fernando Kaplan vem fazendo um belo trabalho. Como disse no texto anterior, o Venga só melhorou: “a comida que sempre foi muito boa hoje está ainda melhor”. Eles estão no Rappi e no iFood, mas têm um sistema próprio de entregas (R$ 10 de taxa), e eu escolheria esse (10% são revertido para um fundo para os funcionários da casa): peça nos telefones 2247-0234 e 96712-5592.

O chef Didier Labbé, em seu restaurante no Jardim Botânico – Foto de Bruno Agostini

O FRANCÊS
Didier Restaurante: O chef Didier Labbé, depois de anos trabalhando com Troisgros, abriu seu próprio restaurante, no Jardim Botânico. Ele tem mudado os menus a cada semana, como gosta de fazer mesmo fora da pandemia, mas o fato é que este é um dos grandes e mais confiáveis cozinheiros da cidade: com anos de estrada, tem talento e profundo conhecimento da cozinha francesa – e também manda bem quando o assunto é culinária brasileira. Além dos pastéis de queijo brie com geleia de pimenta, sempre em cartaz, essa semana tem picadinho. Nas massas, também é fera: está preparando um vistoso penne ao ragu de cordeiro. Outra especialidade do chef está também disponível: o D Burger com fritas (pode pedir de olhos fechados).
Telefone: 3624-7960.
Link do iFood: https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/didier-restaurante-lagoa/031da8ea-3f95-4b13-b110-46f57eadb905

 

Cotoletta di maiale alla milanese -do Grado – Foto de Bruno Agostini

O ITALIANO
Grado: Desde que abriu as portas o Grado se colocou logo entre os melhores restaurantes do Rio, não só entre os italianos. É comovente a cozinha do chef Nello Garaventa, e o Instagram da casa, aos cuidados de sua mulher, Lara Atamian, é seguramente o mais divertido do Rio (@gradorestaurante). Estão fazendo entregas por conta própria, através do GraDelivery (rsrsrrs, eles são ótimos). O menu é uma grande e maravilhosa loucura. O agnolotti dal plin de javali caccio e pepe é (desculpe o lugar-comum) de comer de joelhos e rezando. O milanesa de prime rib de porco é algo inesquecível . Polpette com talharim, muitos pescados na brasa (impecáveis)… Não sei o que indicar. Tudo o que provei lá estava muito, mas muito bom. Vá sem medo de errar.
Pedidos nos telefones 99435-8386 e 3253-3101.

Pão no vapor, porco à milanesa e condimentos: tem como dar errado? – Foto de Bruno Agostini

O JAPONÊS
Haru Sushi Bar: A casa de Menandro Rodrigues, já foi destaque de um post aqui neste site, quando criamos o Menu Agostini – Haru, uma sequência de tirar o fôlego, e que demostra, com barrigas e milanesas de porco que a cozinha japonesa vai muito além de sushi, sashimi e afins (para ler o texto e ver as apetitosas fotos, clique aqui).  De todo modo, ali no Haru nós encontramos alguns dos melhores sushis e sashimis da cidade. Procure por vieiras, barrigas de atum e, de uma maneira geral, pelos peixes que estiverem disponíveis (cada qual preparado com seu tempero próprio). Não deixe de pedir um bocado enlouquecedor: pão no vapor, porco à milanesa e condimentos (bun tonkatsu). Se estiver com fome, dá para comer uns 15 desses. O menu é todo bom, e mais detalhes estão lá no post.
Telefone: 2547-6867.
Página do iFood: https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/haru-sushi-bar-copacabana/734c1fcd-8099-4114-90fd-42375be27e7d

 

Esfirra de carne: a melhor do Rio – Foto de Bruno Agostini

O LIBANÊS
Baalbek: Passei parte da infância na Galeria Menescal, onde era o consultório do meu pediatra. Ia feliz ao médico, porque depois sempre tinha uma passagem no Baalbek para comer uma esfirra (ou mais). Foi com esse salgado que aprendi a amar duas coisas: a comida, de uma maneira geral, e a cozinha árabe, especificamente. Durante anos eu me restringia aos salgados (já que valem o pedido), porém, os pratos acompanham o mesmo nível (e são tradicionalmente comprados para comer em casa, o lugar não tem mesas). Coalhada seca, abobrinha recheada, arroz com lentilha e cebola frita, kafta de forno… Fora os doces… ah, as sobremesas árabes: vá no arroz doce com cardamomo ,damasco e canela. Ali também aprendi a gostar de halewa, doce de gergelim. Só que certa vez, com uns dez anos, comi tanto que enjoei – preciso comer novamente para ver.
Página do iFood: https://www.ifood.com.br/delivery/rio-de-janeiro-rj/baalbeck-copacabana/99efea50-dea9-46a2-90b4-41c9b588c9c3 

 

O leitão do Adegão Portugues, servido com arroz de feijão, farofinha e um molho mais que fantástico – Foto de Bruno Agostini

O PORTUGUÊS
Adegão Português: Tão amada essa casa portuguesa, com certeza. Durante a semana, o menu executivo também pode ser entregue em casa, e tem boas pedidas: bacalhau com natas deve ser a melhor delas. Especialidade da cozinha dali, o peixe salgado aparece em outras nove receitas (isso no pobre menu do iFood, no restaurante são 27 pratos principais com o peixe, fora os bolinhos, a punheta, o pastel, a casquinha…). Outra boa escolha é o cordeiro espanhol  (assado na manteiga, ao molho de tomilho, servido com arroz espanhol, feito com arroz de açafrão, com pimentão. Para encerrar com chave amarelada, pastéis de nata.  Mas ligue direto para eles (vejo os cardápios no site: http://www.adegaoportugues.com.br/ ). Assim, você tem o menu inteiro aos dispor: alheiras, polvo ao vinagrete e (VIVA, VIVA!!!), leitão assado à moda da Bairrada. Pedidos no 3439-8879 (Ipanema).

 

E mais:

 

Cevhiche sureño: destaque para o molho – Foto de Bruno Agostini

O PERUANO
Lima
: Foi destaque na semana passada neste site o post sobre os três restaurantes do chef peruano Marco Espinoza: Lima, que celebra sua terra natal, bem como o Cantón, criado para delivery, um sino-peruano, representando a culinária chifa, típica do país andino, além da parrilla argentina El Chaco. Recomendamos os três.
Para ler, clique aqui.

1 comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *