Dia da Cervejas: uma lista com quatro lugares para beber (muito bem) no Rio de Janeiro

Lagunitas IPA: tem promoção no Herr Pfeffer, por conta do IPA Day, ontem, e o Dia da Cerveja, hoje: bebeu um growler levou o copo especial – Foto de Bruno Agostini©

Hoje é o Dia da Cerveja, data esta que – de fato – merece ser comemorada.

Inspirado pela reportagem que foi publicada hoje (link aqui) no site You Must Go, que há duas semanas me acolheu como colunista de vinhos, eu fiz a minha listinha de lugares preferidos para beber cerveja no Rio. (Aliás… a reportagem desta semana indica denominações de origem controlada – e garantia de sucesso – como sugestões de presentes do Dia dos Pais, domingo próximo: link aqui).
Rocambole de torresmo de barriga de porco: cinco camadas de sabores, cores e texturas – Foto de Bruno Agostini©
1) Herr Pfeffer: O bar do Leblon, e seu irmão mais velho, a Adega do Pimenta, em Santa Teresa, que acaba de reabrir as portas após reforma que não a descaracterizou, são duas referências cervejeiras no Rio. Dois clássicos que servem a melhor cozinha alemã da cidade, com uma seleção de cervejas adequada à proposta. O Herr Pfeffer, digo sempre (como neste link aqui) é o meu bar preferido no mundo, sem exagero. E foi com Fábio Santos, o meu amigo e sócio da casa, que aprendi sobre este universo cervejeiro que tanto me agrada. Herr Pfeffer, Fabinho e família: amo vocês!!!
Nesta semana de comemorações (Ontem foi o IPA Day e hoje é o Dia da Cerveja, eles estão com promoções. Compre cerveja e ganhe o copo. São elas a Goose Island Midway, uma Session IPA (growler de um litro a R$ 43), e a Lagunitas IPA (growler de um litro a R$ 51).
Saúde, com a APA da casa: a casa tem ótima seleção de preços – Foto de Bruno Agostini©
2) Brewteco: este bar é simplesmente sensacional, com suas 32 torneiras sempre bem abastecidas com cervejas do Rio de Janeiro. Só o filé mignon da produção do estado, sempre variando bastante. Mas, como todo bar que se preze, deve ter comida de qualidade. Ali isso realmente não falta, como se vê neste post.
3) Delirium Café: este bar é referência mundial quando o assunto é cerveja. Pertencente à Delirium Tremens, que faz cervejas fantásticas, teve no Rio a primeira filial da América Latina. No Rio, a loja de Ipanema é da Buena, importadora de cervejas e vinhos, que tem um repertório excelente, tanto das primeiras quanto dos segundos. Verdadeira academia dedicada ao assunto, promove cursos e degustações. Junto com o Herr Pfeffer este é lugar onde mais aprendi, e sigo aprendendo, sobre cervejas. Para melhorar, o cardápio é pensado para se combinar com cervejas. Uma dica: procure pelo Sergio Siciliano, o sommelier da casa, que sabe tudo do assunto, e peça para ele montar uma degustação caprichada para você, harmonizando cervejas e comidas. Terás uma aula. Vai por mim…
Craft Beer, em Teresópolis: bom, bonito, barato e ecológico – Foto de Bruno Agostini
Além destes lugares eu quero destacar um quarto, que me abastece com cervejas incríveis, sempre frescas (fazem toda semana) e com bons preços. Trata-se da Craft Beer, em Teresópolis, que nasceu como loja de insumos para a produção de cervejas e se converteu em bar, aos poucos. Recentemente ganhou um cardápio anexo, de uma casa de poke (o prato havaiano que anda na moda), que se instalou na cozinha dos fundos do terreno.
Costumo a levar amigos do Rio lá, e a galera pira. Porque é lugar para ficar horas, comprar growlers e ainda ser ecologicamente correto ao beber suas cervejas. A IPA, feita sempre nos fins de semana, está sempre fresca, e os lúpulos variam regularmente. Coisa de gente que sabe o que faz. Para ler um post sobre este lugar que adoro, clique aqui.
Tintim!!!
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.