Cozinha em Revista: Gajos d’Oro, uma das melhores novidades da temporada está até melhor que o Antiquarius, sua inspiração

Paleta de cordeiro com feijão branco: meu prato preferido – Foto de Bruno Agostini

 

Ainda sobre uma das minhas melhores refeições do ano…

Recriar um restaurante não é fácil.

O salão vive lotado, com clientes do antigo Antiquarius – Foto de Bruno Agostini

Fazer com que a comida seja ainda melhor que o original é ainda mais difícil.

Se a casa que serve de inspiração for o histórico Antiquarius a coisa se torna quase impossível.

Só há um meio disso acontecer: TODOS os funcionários precisam ser oriundos desta casa portuguesa, com certeza.

Pois foi o que aconteceu com o Gajos d’Ouro  – que por razões de eficiência na cozinha e no salão, por ativar memórias afetivas que permeiam minha vida desde a infância e por servir um tipo de comida que está entre as minhas preferidas, a portuguesa, conseguiu esta proeza. E com louvor.

Se tivesse que dar uma nota para o que vivi naquela tarde quente do começo de outubro seria 10, nota 10.

Posso dizer sem medo de errar por tantas vezes ter estado no restaurante do Leblon, cujo fechamento há alguns anos me deixou profundamente triste, que a comida está melhor.

Três pratos/petiscos me indicam isso (dê uma olhada no menu, neste link).

Croquetes impecáveis Foto de Bruno Agostini

 

– Os croquetes do couvert (Também teve queijinho fresco, bolinho de bacalhau e rissóis de camarão, para começar, com este imperdível aperitivo, além de queijo da Serra da Estrela derretido, entre outras delícias: tinha até ovo de codorna com molho golf).

Diria que isso é imperdível – Foto de Bruno Agostini

– Os lagostins à moda de Goa (colônia portuguesa na Índia), com molho cremoso de curry. Simplesmente sensacional.

– A perna de cordeiro com feijão branco, da foto lá do alto.

Pode pedir: “Camisa 10” – Foto de Bruno AgostiniCamarão à Zico, ou simplesmente “Galinho”, preparado no azeite abundante, com alho tostado, pimentão, louro e pimenta;…

À moda antiga – Foto de Bruno Agostini

… coquetel de camarão com molho golf (que formidável reencontro!)…

Pedido do amigo André Martins – Foto de Bruno Agostini

…e até tâmaras com bacon.

Amadurecido em barrica – Foto de Bruno Agostini

E, para arrematar, em vez dos famosos doces conventuais portugueses fomos no Negroni da casa, maturado em barrica,…

Para encerrar, um cafezinho – Foto de Bruno Agostini

… e um drinque de café.

Fora os vinhos, com destaque para um Touriga Nacional que me comoveu, pela pureza, equilíbrio e grandeza. Que vinhaço esse A Touriga Vai Nua, sem madeira, obra de arte do inigualável António Maçanita.

Ô, sorte!!!

Que tarde, senhoras e senhores.  Para tudo ficar ainda melhor, estava na companhia de dois grandes amigos, que entendem tudo de comida e bebida, e que também eram frequentes frequentadores do Antiquarius, que aliás, está com notável serviço de delivery, como noticiamos aqui, assim como os Gajos, que estão, ainda, com lindo menu de natal.

Pela atenção, obrigado.

SERVIÇO
Gajos d’Ouro: Rua Prudente de Morais 1008, Ipanema. Tels.: 3449-1546 e 3449-1483. https://gajosdouro.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *