Tasca do Marquês com Quinta da Lixa: porque esta é uma casa portuguesa, com certeza

Pastéis e punheta de bacalhau com Guigas branco – Foto de Bruno Agostini©
Ontem conheci a Tasca do Marquês, no Hangar Food Park, no shopping Aerotown, junto ao Aeroporto de Jacarepaguá. Ainda não tinha visitado o espaço, cheio de bares e restaurantes, incluindo umas cinco cervejarias, com repertório bem legal de rótulos.
Era a Tasca do Marquês, que foi das primeiras a abrir, antes mesmo de a categoria virar moda, como já contamos neste post aqui (aliás, está tão na moda que virou uma categoria à parte dentro do Prêmio Comer & Beber da Veja Rio, que acontece em duas semanas).
Abrimos um Guigas branco e investimos nos acepipes de bacalhau: excelentes os bolinhos, moldados na colher e que ali devem ser chamados pelo nome original: pastéis de bacalhau. A pimenta da casa cumpre o seu papel e faz mesmo arder, valorizando o petisco, que repetimos.
Junto chegou uma punheta, servida sobre fatias de pão. Muito boa, tempero na medida e bacalhau de verdade, ou seja, 100% Gadus Morhua (saith, zarbo e ling não são bacalhau). Neste caso o prato já estava lambuzado de pimenta e azeite, e novamente se fez notar, agradavelmente (além da pimenta feita ali, algo fundamental para mim, também há uma boa Piri-Piri afinal, trata-se de uma casa portuguesa, com certeza.
Pastel de nata de bacalhau: jogo de texturas, com a massa crocante e o recheio cremoso – Foto de Bruno Agostini©
Por fim, um pastel de nata, também de bacalhau e também lambuzado com azeite e pimenta. Saboroso, e presentando interessante jogo de texturas, com a massa crocante e o recheio cremoso.
Nem era essa a nossa intenção, mas foi tão agradável a tarde que já marcamos uma data certa de reencontro, ainda este mês, para definirmos o menu do jantar que faremos ali, com os pratos da casa harmonizados com alguns vinhos da Quinta da Lixa
A primeira folha da boa carta da casa, com os seis vinhos da Quinta da Lista listados com destaque – Foto de Bruno Agostini©
Aliás, ali você encontra os seis: o Guigas branco e o Rosé; o Compromisso Loureiro, o Touriga Nacional rosé e os dois da linha Morgado da Vila: o Escolha e o Alvarinho: e como eles combinam com a cozinha portuguesa!.
Vai ser no dia 11 de novembro, já anote na agenda. Mais detalhes em breve, assim que definirmos tudo.
Quem já quiser reservar seu lugar pode mandar um inbox, ou mesmo ligar lá no restaurante: 2070-5644 (procure o dono, o Rui).
Aliás… Deixo o Instagram deles: @tascadomarques

E também da importadora Nossa Quinta, que importa os vinhos da Quinta da Lixa: @nossaquintabr / @quintadalixavv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.